Acusado de estuprar neta de 9 anos, ex-vereador é condenado a 23 anos de prisão

0
377

Réu também foi condenado a pagar de R$ 15 mil a título de indenização mínima para a vítima

Preso por estupro de vulnerável da neta de 9 anos, o ex-vereador Nelo José da Silva, de 65 anos, conhecido como “Missionário Nelo”, foi condenado a 23 anos e 4 meses de prisão, no regime de pena inicial fechado, “sem qualquer benefício neste momento”. O caso aconteceu em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grande. A decisão foi publicada no Diário da Justiça desta terça-feira (24).

O réu também foi condenado a pagar R$ 15 mil a título de indenização mínima para a vítima, consideradas: “a capacidade financeira do ex-vereador e a repercussão notórias de suas condutas sexualmente abusivas nesta pequena urbe, a causar grande constrangimento psicológico e social à infante de 9 anos”, conforme a sentença.

O caso veio à tona no começo do ano passado. Nelo foi preso no dia 14 de março. Segundo investigação, os abusos aconteciam desde setembro de 2021, e em depoimento a criança contou detalhes à Polícia Civil, além de ter conseguido gravar um vídeo que mostra o crime. Na ocasião, o material foi apreendido pelos policiais.

À época, a criança disse que contou à esposa do então vereador sobre os abusos sofridos, porém, a mulher não procurou as autoridades para denunciar o caso. Em julho, o acusado foi cassado na Câmara Municipal de Paranaíba. Nelo já havia sido expulso do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) logo após as denúncias.

Fonte: Campo Grande News