Bandidos se passam por funcionários da Caixa e furtam R$ 143,4 mil de idosa

0
184

Uma mulher de 71 anos foi vítima de bandidos que se passaram por funcionários da Caixa Econômica Federal e conseguiram subtrair da idosa mais de R$ 140 mil, com o golpe da compra e PIX falsos em Campo Grande.

À polícia, a idosa contou que na sexta-feira (16) recebeu diversas ligações de um número cujo indivíduo se apresentou como funcionário do banco e questionou se a vítima havia comprado um televisão do tipo smart. Diante da negativa, os bandidos passaram a ligação para o setor de “segurança” do banco onde informaram quais procedimentos para o estorno dos valores.

Em seguida a ligação foi transferida para o “setor de crimes cibernéticos”, onde informaram que o celular da vítima estava com um vírus e gerava uma “tela fake”. Depois foi encaminhada para falar com o “perito” que disse à idosa que havia sido gerado vários PIXs agendados e que eles deveriam ser estornados.

Momentos depois, por meio de mensagens no Whatsapp uma pessoa passava orientação de como fazer para gerar o setor dos agendamentos, passando a chave PIX para pagamento. Segundo a idosa, foram 13 transferências, sendo 11 PIX e 2 TED, totalizando um prejuízo total de R$ 143.484,00.

Os golpistas ainda orientaram a mulher a deixar o celular desligado durante toda a noite para ser possível o rastreamento dos meliantes, e que as transações seriam confidenciais, e não era para comunicar nem aos familiares, pois muitas vezes são os próprios familiares que estariam lhe roubando e acabariam por colocar em “risco as investigações”.

O caso foi registrado como fraude eletrônica na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário)