CORTE NO BOLSA FAMÍLIA: Governo irá BLOQUEAR BOLSA FAMÍLIA de milhões de pessoas nos próximos meses

0
39

PORTAL NE 10

O governo federal prepara um pente-fino no Bolsa Família, recriado para substituir o Auxílio Brasil. Com isso, várias pessoas serão bloqueadas no programa.

A informação foi revelada pela ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB) em entrevista ao Estadão. Segundo a auxiliar de Lula (PT), o Bolsa Família terá ‘cancelamentos significativos’ nos próximos meses.

“Teremos cancelamentos significativos no número de famílias unipessoais ganhando o Bolsa Família“, disse Tebet.

Hoje, o CadÚnico conta com cerca de 40 milhões de cadastros. Deste total, 10 milhões de famíliasprecisarão fazer a atualização cadastral se quiserem continuar recebendo o benefício que pode chegar a R$ 900.

Entre essas 10 milhões de famílias, a prioridade será direcionada a uma parcela de 2,5 milhões de beneficiários com fortes indícios de fraude no programa, segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT).

Apesar dos números divulgados, o governo Lula deve fazer o pente-fino de forma gradativa. A exclusão em massa de todos os beneficiários com irregularidades de uma só vez, será responsável por formar grandes filas de espera.

“Vai formar fila e não vai resolver. Nós adiamos por 60 dias o bloqueio porque ao bloquear todo mundo corre para fila da assistência social para pedir o desbloqueio”, pontua Tebet.

CORTE NO BOLSA FAMÍLIA

A previsão da ministra é que o pente-fino, com o consequente corte no número de inscritos no Auxílio Brasil 2023, como o Bolsa Família vem sendo chamado por alguns, aconteça entre fevereiro e março.

https://4d013fd4813930295e6c87b16df20bd7.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

“Vai ter de ser um bloqueio em 60 dias e não pode começar em janeiro. Ao invés de janeiro, vai começar em fevereiro ou março e não vai ser por 30 dias. Serão 60 dias”, explicou a ministra.

“Bloqueia-se. Quem se sente prejudicado, vai um cartãozinho, e farão a averiguação se se enquadra ou não. O mais importante é repensar o modelo, porque a família unipessoal cresceu de tal forma que gerou uma série de irregularidades”, completou ela.

SIMONE TEBET VAI CORTAR BOLSA FAMÍLIA?

Não é verdade que a ministra Simone Tebet vai cortar o Bolsa Família. Isso porque, como a política mesmo explicou o programa é de responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, comandado por Wellington Dias.

“O Planejamento é um ministério meio. Nós vamos procurar dar o suporte na horizontalidade, a visão geral que nós temos. A decisão de mérito, específica, é dos ministérios fins”, explicou.

Apesar disso, Tebet afirmou que pessoas da sua equipe provavelmente ajudarão neste período de realização de pente-fino nas contas do Cadúnico.

“Vamos estar à disposição do ministro Wellington Dias para colocar o Planejamento, a questão orçamentária, e o Sérgio Firpo da avaliação e monitoramento. Já conversamos, eles se colocam prontos para nos receber. Nós temos gente da nossa equipe. Vamos trazer gente que trabalhou lá atrás quando eles eram muito eficientes. O Minha Casa Minha Vida da mesma forma.”

QUEM TEM DIREITO AO BOLSA FAMÍLIA 2023?

Para receber o Bolsa Família, a pessa interessada precisa estar adequada a alguns critérios, assim  como acontecia em 2022. Confira abaixo:

  • Famílias de extrema pobreza são as que têm renda familiar por cabeça de zero a R$ 100,00.
  • As famílias em situação de pobreza são as que têm renda familiar por cabeça de R$ 100,01 a R$ 200.
  • Famílias com mulheres gestantes, mães que amamentam ou pessoas de 0 a 21 anos incompletos;
  • Estar em Regra de Emancipação.

Além disso, para se pedir acesso ‘Auxílio Brasil 2023, como o Bolsa Família vem sendo chamado por alguns, a família deve estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadúnico) e tenha atualizado os dados nos últimos 2 anos.

Se estiver dentro dos requisitos de renda, mas não esteja inscrito, é preciso ir ao responsável pelo Auxílio Brasil (Bolsa Família 2023) na prefeitura de sua cidade para realizar o cadastramento no CadÚnico.