Deputados cobram ação do governo de MS por colapso na saúde devido à Covid-19

0
38

Situação crítica no sistema de saúde devido à pandemia da Covid-19. Os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul citaram nesta terça-feira (8), casos onde pacientes precisaram ser transferidos para outros Estados por falta de leitos e cobraram um posicionamento maior e tomadas de medidas do governo estadual, para tentar conter mais mortes causadas pelo coronavírus.

O deputado Pedro Kemp (PT) afirmou que não vê por parte dos gestores, do governo e das prefeituras a adoção de medidas restritivas para frear a disseminação do vírus no Estado. “ É preciso diminuir número de internações e mortes. Parece que vivemos duas realidades”.

Kemp diz que uma realidade é o sistema de saúde colapsado e outra, pessoas vivendo normalmente. “Aglomerações em bares e restaurantes, acontecendo casamento com dupla sertaneja, festas clandestinas como se não tivesse pandemia. Pessoas se divertindo, não utilizando máscara”.

O parlamentar falou ainda que há uma questão de responsabilidade da população e cada um fazer sua parte, mas a outra precisa ser do Poder Público. “De adotar medidas necessárias para evitar aglomerações e o contato social que acontece de forma absurda”.

Pedro Kemp faz um apelo ao Governo do Estado para promover articulação com prefeitos e adotar medidas regionalizadas. “Ter medidas mais restritivas. Não podemos ficar assistindo essa tragédia, contabilizando mortes e não podemos ficar considerando esses números como qualquer outro”.

O deputado comentou uma reunião convocada pelo presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Valdir Couto, na tarde desta terça-feira (8). “O prefeito Valdir Couto Junior chamou reunião na Assomasul para discutir isso e o governo precisa sim tomar providências, quanto a medidas sanitárias para organizar essa situação de caos que estamos vendo no sistema de saúde que está colapsado”.

Barbosinha (DEM) comentou ser um momento muito grave que exige tomada de posição. “A falta de articulação é um problema. Não há articulação de sintonia do governo federal, estadual e prefeituras”.

De acordo com o democrata, em Mato Grosso do Sul são quase 300 pessoas na fila esperando por leitos para tratamento contra a Covid-19. “Nós parlamentares somos impactados com pedidos diários de ajuda e nós ficamos à mercê, pois não conseguimos dar resposta a essas pessoas por causa do sistema colapsado”.

MIDIAMAX