Em reunião do Parlasul, Nelsinho Trad defende acordo entre Mercosul e União Europeia

0
9

Fonte: Agência Senado

Na última reunião do Parlasul em 2022, ocorrida na segunda-feira (5) em Montevidéu, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), chefe da representação brasileira, declarou que o Brasil clama pelo acordo comercial entre Mercosul e União Europeia. A negociação já se arrasta há mais de 20 anos e, caso venha a ser adotada, será o maior acordo de livre comércio da história. Para Nelsinho, contribuir com o fechamento desse acordo deve ser a prioridade do Parlasul (Parlamento do Mercosul).

Na avaliação do senador, essa é a oportunidade para avançar as negociações com a Europa. Segundo ele, o Mercosul e a União Europeia teriam a redução imediata ou gradual de tarifas de importação, com o potencial de tornar mais baratos ao mercado consumidor produtos tanto agropecuários como industriais.

— O governo brasileiro nunca deixou de manter contato com o bloco europeu com vistas a um acordo. Trabalho pela efetivação desse acordo, por entender como ele pode potencializar a geração de empregos, renda e o desenvolvimento do Brasil — discursou.

Nelsinho Trad também elogiou o papel do Observatório da Democracia no acompanhamento das eleições no Brasil em 2022 e abordou a troca na presidência do Parlasul. O Parlamento do Mercosul será presidido a partir de 2023 pelo senador uruguaio Gustavo Penadés, após o final do mandato do atual presidente, o senador paraguaio Tomás Bittar.

— A delegação brasileira sempre constante, presente e colaborativa nos desafios do Mercosul. Ressalto o trabalho do Observatório da Democracia, que atuou de forma imprescindível e técnica para acompanhar as eleições. Tudo isso é fruto de sua atuação, presidente Tomás Bittar. Agora estendemos nosso apoio ao senador Gustavo Penadés, que assume a presidência, a quem desejo sucesso à frente dos debates para o fortalecimento do Parlamento do Mercosul — afirmou o senador.

Fazem parte do Parlasul parlamentares das nações que compõem o Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai), além de representantes da Bolívia, que é uma nação associada. A sede do grupo parlamentar é em Montevidéu, capital do Uruguai.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado