17.8 C
Paranaíba
sexta-feira, 19 julho, 24
spot_img
spot_img
spot_img
InícioDestaques'Extremamente abalada', diz defesa de idosa que matou marido com veneno de...

‘Extremamente abalada’, diz defesa de idosa que matou marido com veneno de rato e abandonou parte do corpo dentro de mala

Aparecida Graciano de Souza, de 61 anos, teve a prisão preventiva decretada e foi transferida para o Presídio Feminino de Três Lagoas (MS).

Aparecida Graciano de Souza, suspeita de matar com veneno de rato e esquartejar o marido Antônio Ricardo Cantarin, de 63 anos, disse que está ‘extremamente abalada’ com o crime. A mulher teve a prisão preventiva decretada e foi transferida para o Presídio Feminino de Três Lagoas (MS), onde ficará até a conclusão do inquérito.

De acordo com a polícia, os restos mortais de Antônio foram encontrados dentro de uma mala e sacos de lixo, na BR-158. O restante do corpo da vítima foi encontrado em um congelador, utilizado para armazenamento de alimentos, para venda de lanches. Em depoimento, Aparecida negou envolvimento com o crime, mas depois de se contradizer com as informações, confessou o homicídio.

Em nota, a defesa da suspeita negou que o motivo do crime tenha sido o estado de saúde da vítima. Segundo os advogados, Aparecida está “extremamente abalada com a situação” e precisa de atendimento psicológico dentro da unidade prisional.

 Antônio Ricardo Cantarin foi assassinado pela esposa — Foto: Arquivo Pessoal

Antônio Ricardo Cantarin foi assassinado pela esposa — Foto: Arquivo Pessoal

A mulher vai responder por homicídio qualificado por envenenamento, destruição e ocultação de cadáver.

G1 MS

- Publicidade -spot_img

MAIS LIDOS