Intérprete de libras de Capitão Contar é presa em operação da PF contra atos terroristas em Brasília

0
123
Soraia em foto publicada na internet, durante carreata em MS — Foto: Redes Sociais

A intérprete de libras do candidato derrotado a governador Capitão Contar, Soraia de Mendonça Bacciotti, foi presa na manhã desta sexta-feira (20), durante a operação Lesa Pátria, deflagrada pela Polícia Federal (PF), que mira em financiadores e participantes de atos terroristas ocorridos em Brasília, em 8 de janeiro.

Em sua rede social, Soraia se apresenta como apoiadora do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e defende “um Brasil sem censura”. A PF informou que a mulher prestou depoimento em Campo Grande, acompanhada de advogados.

Soraia ficou conhecida por trabalhar na tradução em libras durante a campanha audiovisual do deputado estadual Capitão Contar (PRTB), que concorreu ao governo nas Eleições de 2022. A reportagem tentou contato com a defesa da suspeita, mas, até o momento, não tivemos retorno.

Soraia frequentava o acampamento bolsonaristas em frente ao Comando Militar do Oeste (CMO), em Campo Grande.

A operação foi ordenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que expediu oito mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão. Além de Mato Grosso do Sul, as ordens são cumpridas no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás.

Os alvos são investigados pelos seguintes crimes:

abolição violenta do Estado Democrático de Direito;
golpe de Estado;
dano qualificado;
associação criminosa;
incitação ao crime;
destruição;
deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.
Veja quantos mandados são cumpridos por unidade da federação:

Distrito Federal: 5 de busca e apreensão e 2 prisões
Goiás: 1 busca e apreensão
São Paulo: 7 busca e apreensão e 3 prisões
Rio de Janeiro: 1 busca e apreensão e 1 prisão
Minas Gerais: 1 busca e apreensão e 1 prisão
Mato Grosso do Sul: 1 busca e apreensão e 1 prisão

Com informações do G1MS.

https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/noticia/2023/01/20/interprete-de-libras-de-ms-e-presa-em-operacao-da-pf-contra-atos-terroristas-em-brasilia.ghtml