Paranaíba conquista incentivos para implantação da Usina Coruripe e reativação do Frigorífico Golden

0
36

Duas importantes reuniões organizadas pelo Governo Municipal ocorreram em Paranaíba na tarde desta segunda-feira, 03, com as presenças do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do MS, Jaime Verruck, e do Deputado Federal Beto Pereira, para tratar de incentivos que poderão possibilitar a implantação de uma unidade sucroenergética da Usina Coruripe e da reativação do Frigorífico Golden Imex.  

As reuniões foram realizadas na residência do ex-vereador e empresário Paulo Henrique Cançado Soares, que gentilmente cedeu a sua propriedade para recepcionar as autoridades. A primeira audiência tratou sobre os incentivos e apoio para a implantação da Coruripe e ocorreu entre o prefeito Maycol Queiroz, os representantes do Governo do Estado, secretário Jaime Verruck e Bruno Gouveia Bastos, superintendente de Indústria e Comércio; o deputado Beto Pereira; juntamente com o presidente da Usina Coruripe, Mário Luiz Lourencatto; o conselheiro e acionista, Drº Vitor Junior; o gerente de fornecedores, César Pimenta; empresários paranaibenses Gilmar Macedo, Milton Luciano, Marcelo Miranda Soares Neto e Paulo Henrique Cançado Soares.

Já a segunda tratativa com os representantes do Governo do Estado e Deputado Federal referiu-se à reativação do Frigorífico Golden Imex, tendo como convidados o empresário Mohsen Amerian, a contadora Maria Tania da Silva e a coordenadora de garantia de qualidade, Carolina Nunes Cabral Silveira.

Em relação à Usina, o prefeito Maycol Queiroz destacou ser um projeto muito antigo e que Paranaíba espera pela instalação há 20 anos. Ao grupo, o chefe do Executivo apresentou o anseio da população e destacou apoio de seu governo e do Estado. “Se a usina quiser implantar em Paranaíba nada vai ficar pendente com relação ao Governo do Estado, como isenção fiscal e licença ambiental”, garantiu.

Para a Coruripe, Jaime Verruck salientou ter a autorização do governador Reinaldo Azambuja para conceder benefícios fiscais e apoio junto ao FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste).  “A nossa grande preocupação é com a geração de empregos. Ouvimos aqui hoje que o projeto de Paranaíba continua em pé, mas os empresários não se comprometeram novamente com o cronograma, nós o desafiamos para que eles entrem com o processo de licenciamento ambiental, porque demora um ano, é normal que isso ocorra. Então eu acho que um sinal positivo deles seria exatamente entrar com o processo”.

Beto Pereira reforçou a necessidade de se estabelecer cronograma da execução da obra que foi pactuada e estimular os benefícios. “Sabemos que têm uma área que foi adquirida e licenciada para ter a instalação da usina. É importante a preocupação do prefeito, do Governo do Estado, representado pelo Jaime, a convocação nossa, da bancada federal, para estar atuando na geração de empregos importantes, tanto na área frigorífica quanto também pela Usina Coruripe, um sonho que Paranaíba vai realizar”, afirmou e garantiu ainda que a Coruripe terá o apoio da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

O agricultor Amilton Luciano expôs a riqueza territorial do Município, avalizando estabilidade suficiente para a implantação da usina. “Nós temos áreas enormes para expansão, aqui é a terra é fértil e a gente sabe produzir, vocês não vão ter competitividade e contam com toda estrutura montada com associação de produtores, fornecedores e vocês têm a área; o ambiente é muito favorável, tanto na parte agrícola quanto o apoio governamental. O Município tem 555 mil hectares de terras, cabe tudo, sem mexer na pecuária”, destacou.

Lorencatto afirmou que o projeto de Paranaíba continua ativo, porém depende de condições financeiras. Para montar uma unidade é preciso R$350 milhões e o financiamento pelo FCO não é compatível, por este motivo o projeto não está em andamento. Ele ressaltou que com o apoio do Governo Estadual e Federal a possibilidade de retomada será avaliada pelo Conselho Diretor e os acionistas. “É muito animador ver a disposição do secretário Jaime Verruck, do Maycol, prefeito de Paranaíba e do deputado Beto Pereira para realmente incentivar a instalação de uma unidade sucroenergética em Paranaíba. Continuamos arrendando terras aqui e a gente continua estimulando a produção. Uma parte importante da equação de matéria prima para a unidade é produzida aqui. Paranaíba garante abastecimento de Carneirinho-MG e dá a base para fazer uma unidade, mas também tem a questão do financiamento nosso. A usina vai ocorrer, é questão é de tempo e condições financeiras”, garantiu o presidente da Coruripe.

Reunião com o Frigorífico


Durante a reunião com o Frigorífico Golden, o empresário Mossen colocou todas as suas dificuldades e a necessidade de se investir mais de R$ 3 milhões na unidade. Ele solicitou ao Estado que se faça a pavimentação do acesso ao frigorífico e teve como resposta a afirmação do investimento atrelado ao início do cronograma das benfeitorias que ele terá que apresentar e a reativação da unidade.

“O arrendatário do Golden deve começar as reformas internas para que o Estado faça o asfalto até guarita e da guarita até o curral. Na parte interna do pátio a Prefeitura vai fazer o recapeamento com ajuda do Estado para a emulsão dos produtos para a lama asfáltica. Só que o proprietário arrendatário tem que começar as reformas internas e garantir que ele colocará o frigorífico em execução de abate, que é o que nos interessa para acabar com o desemprego em Paranaíba. Esse frigorífico fechado é um prejuízo enorme para a nossa cidade”, falou Maycol.

O secretário Verruck fez uma retrospectiva do histórico da planta do frigorífico e disse ter participado à época da retomada do grupo Marfrig, depois de sua paralisação. “O Estado tem um histórico muito ruim da unidade ao longo dos anos que prejudicaram essencialmente a população. É importante destacar que nós estamos aqui hoje junto com o prefeito para verificar o que é necessário para o frigorífico Golden abrir, e o que nós nos posicionamos, tanto Governo do Estado como frigorífico, tudo aquilo que estiver ao alcance do Governo do Estado foi compromissado hoje com o empresário.  O que nós precisamos agora é realmente que façam os seus investimentos, retomando atividades”, explicou.

Com a ativação do frigorífico o Governo do Estado enviará a sua lista para o Boi China (um padrão exigido pelo País da China para a compra de gado do território brasileiro) e através do programa “Pro Desenvolve”, em parceria com a Prefeitura, poderá ajudar a unidade com a pavimentação necessária. “A empresa deverá fazer um cronograma de apresentação dos investimentos para depois começar a operar. O que nós esperamos agora é um avanço na negociação para que a gente possa consolidar este empreendimento em Paranaíba”.

Secretários municipais e vereadores recepcionaram as autoridades. Estiveram presentes no aeroporto: o presidente da Câmara, Edmar Pires (Dollar), Dr. Andrew Robalinho, Lúcio Antonio, Marcos Carenga, Dr. Robson Resende e Nelo José da Silva.

Prefeitura de Paranaíba