PMA de Cassilândia autua infrator em R$ 20 mil por degradação de nascentes, matas ciliares e assoreamento de córrego

0
24

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia realizavam fiscalização ambiental no município de Inocência e, em uma propriedade à margem da rodovia MS 112, a cerca de 2 Km da entrada da cidade, localizaram a degradação de mananciais por falta de conservação do solo e construção de edificações na área protegida por lei e autuaram um homem de 60 anos, residente em Ribas do Rio Pardo, em R$ 20.000,00 pelas infrações ambientais.

Na fazenda do autuado, os Policiais verificaram em uma área de 5.000 m² o corte de vegetação nativa, aterramento do solo e construção de edificações de alvenaria próximas de nascentes e olhos d’água, não respeitando delimitação mínima prevista na legislação ambiental para as áreas protegidas. Além disso, a falta de isolamento das nascentes e pelo fato do terreno apresentar declive acentuado, os sedimentos carreados das áreas degradadas estavam causando assoreamento de parte das áreas de mananciais protegidas. O proprietário rural afirmou ter adquirido a propriedade há pouco tempo e que os danos ambientais encontrados já existiam. A PMA determinou a interdição da área para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. O proprietário também foi notificado a apresentar Projeto de Recuperação de Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental.

FONTE: PMMS