Polícia Federal deflagrou a Operação Independência para combater desvio de recursos públicos em obra do governo federal em Corumbá/MS

0
12

A ação contou com o apoio da Controladoria-Geral da União.

Corumbá/MS – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (12/5), nas cidades de Corumbá/MS e Campo Grande/MS, a Operação Independência, que investigou atuação de empresa e funcionários públicos na prática de crimes previstos na lei de licitações.

A ação contou com o emprego de 35 policiais federais e servidores da Controladoria-Geral da União, que cumpriram oito mandados de busca e apreensão na casa de empresários e funcionários públicos da Prefeitura Municipal de Corumbá vinculados à administração dos anos de 2013 a 2016.

Segundo as investigações, o grupo criminoso teria sido favorecido na celebração do procedimento licitatório, além de não ter entregue, ou ter entregue apenas em parte, a obra de reforma da Praça Independência.

Os mandados expedidos pela Justiça Federal em Corumbá buscam reforçar os indícios de corrupção identificados até agora e individualizar a conduta de cada agente.

Os investigados poderão responder pelos crimes de peculato (artigo 312, caput, segunda parte, do código penal) e frustração do caráter competitivo do processo licitatório (art. 90, da Lei nº 8.666/93).

O nome da operação faz referência ao Praça da Independência, objeto urbano centenário localizado no centro da cidade de Corumbá e que representa um ícone no paisagismo e na história da cidade.

Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs para todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul