Polícia Militar Ambiental de Bonito prende e autua em R$ 1,5 mil um caçador com arma, munições e duas cutias e um cateto abatidos

0
162

 Policiais Militares Ambientais de Bonito, que trabalham na operação Hot Point, realizavam patrulhamento nas vias vicinais do município e receberam denúncias, de que em uma fazenda, localizada a 40 km da cidade e perto de onde estava a equipe, um homem estaria praticando caça ilegal. Os Policiais foram ao local ontem (4) no final da tarde e encontraram o denunciado com uma espingarda. A arma calibre 22 e 30 munições do mesmo calibre não possuíam documentação.

Com relação à caça, o infrator (45), que prestava serviço de empreita na propriedade, confessou que a praticava e levou os Policiais a um freezer, onde foram encontrados 10 kg de carne que ele informou ser de cateto (Pecari tajacu) e carne de dois animais da espécie cutia (Dasyprocta punctata), pesando 5 kg. A arma, munições e as carcaças dos animais foram arrependidos.

O infrator, residente em Bonito, recebeu voz de prisão e foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Bonito, onde ele foi autuado em flagrante por crime de porte ilegal de munições e arma e ainda por caça dos animais e saiu depois de pagar fiança de R$ 2.200,00. A pena para o crime ambiental de caça é de seis meses a um ano de prisão. O crime de porte ilegal de arma, a pena é de dois a quatro anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.500,00 pela caça ilegal dos animais.

FONTE: PM-MS