Primeiro encontro paranaibense de análise do comportamento será em novembro

0
20

Entre 4 e 7 de novembro será realizado o primeiro Encontro Paranaibense de Análise do Comportamento (EPAC). O objetivo é trazer reflexões sobre temas emergentes da Análise do Comportamento e Cultura como feminismo/questões de gênero, negritude/racismo e questões LGBT+. O evento será on-line e as inscrições gratuitas. A realização é do Campus de Paranaíba com o apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec).

O professor do Cpar e coordenador do encontro, Juliano Kanamota explica que discussões sobre questões sociais e culturais são relevantes tanto para a formação de futuros profissionais da saúde e educação como também para a sociedade em geral. “São poucos os eventos que abordam essas temáticas, e muitas vezes quando o fazem são eventos pagos, o que faz com que grande parte da população não tenha acesso a essas discussões”, aponta o docente.

“Atualmente o Brasil passa por um momento de descrédito na Ciência, com predomínio das fakenews, terraplanismo e pseudociências”, explica Juliano. Para o professor, reflexões propostas por eventos como este levam à defesa da educação, da pluralidade e da democracia. “O evento se propõe unir à luta daqueles que defendem a igualdade e a justiça. Entendemos que como servidores e estudantes de uma universidade pública, este é o nosso dever”, complementa Juliano.

Para a organização do evento, discutir essas temáticas podem contribuir com a formação de políticas públicas que sejam eficientes em proteger as mulheres, negros e a comunidade LGBT+, minorias sociais que diariamente são vítimas de violência física e psicológica. Juliano aponta que “com a pandemia, as coletas de dados acerca dessas violências ficaram ainda mais prejudicadas, além de estes grupos sociais ficarem com menos suporte do Estado. O objetivo é conscientizar a população geral, assim como profissionais da saúde e de todas as áreas, para que não reproduzam a discriminação no seu dia a dia”.

Embora as discussões sejam realizadas sob o enfoque da Análise do Comportamento, uma abordagem da Psicologia, Juliano explica que o público alvo do evento são todas as pessoas que estejam dispostas a discutir esses temas, que são problemas sociais e que dizem respeito a toda população. “Convidamos a todos a se juntarem a nós, esperamos contar com a presença de não somente aqueles que concordam com as pautas, mas aqueles que discordam também, para que essas pessoas vejam os dados que serão abordados, que vejam os fatos a partir de evidências, e não com discursos de ódio e intolerância”, diz Juliano.

Juliano ressalta que o evento foi totalmente pensado e organizado por alunos do curso de Psicologia que compõe a comissão organizadora: Amanda Silva, Rebeca Severo, Isabelle Trevisolli, Dara Suellen, Igor Mena, Jhonatan Saldanha, Inaê Maia, Letícia Souza, Diego Tondo e Ana Beatriz. Os alunos escolheram as temáticas, identificaram os palestrantes e fizeram o convite, como também confeccionaram todo o material de divulgação, assim como serão responsáveis pela organização das palestras nos dias do encontro.

As inscrições vão até 4 de novembro e podem ser realizadas pelos perfis do evento @epac.ufms e EPAC.  Além das páginas oficiais, mais informações podem ser encontradas no canal do encontro e dúvidas podem ser enviadas para o e-mail encontropbaac@gmail.com. Confira a programação nas imagens abaixo.

FONTE: UFMS