SES inicia entrega de aparelhos celulares para segunda fase do Sistema E-Visita

0
11

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, inicia a 2ª Fase do Projeto premiado e-Visita Endemias com a entrega de 1.055 celulares que irão substituir aparelhos antigos. O investimento para a troca foi de R$ 1.284.000 e atenderá 44 municípios do Estado. O evento simbólico de entrega ocorreu no auditório da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do Mato Grosso do Sul (Iagro) nesta quarta-feira (12).

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, destaca a importância deste projeto pioneiro no país. “A concepção do e-Visita enquanto aplicativo para celulares e plataforma Web para gestão, propõe total mudança da abordagem do modelo anterior de registro das visitas domiciliares realizadas pelo Agente de Controle de Endemias. Isto tem nos dados excelentes resultados, o que mostra a total parceria entre o Estado e o Município”.

Para o secretário municipal de Saúde de Campo Grande, José Mauro Filho, a pareceria com a Secretaria de Estado de Saúde tem sido de fundamental importância e auxiliado o município na excelência de resultado dos vetores. “Mas destaco também o trabalho dos nossos agentes de saúde que vem evoluindo a cada ano. Os excelentes resultados tem sido motivo de comemoração, considerando que o vetor, o mosquito Aedes aegypti, se adaptou bem em nosso Estado. Assim, nós dividimos os esforços nesta luta sempre com um olhar para dentro sem esquecer que estamos em uma pandemia”.

O coordenador de Tecnologia da Informação da SES- MS, Marcos Espíndola de Freitas, explica que nesta segunda fase, Campo Grande será o primeiro município a receber os aparelhos. “Foram repassados para Campo Grande de forma simbólica, 50 aparelhos, dos 520 aparelhos cuja o valor estimado de investimento é de R$ 624.000,00. O aparelho conta com chip de dados. E até o final de junho deste ano serão contemplados 43 municípios com novos aparelhos”.

Durante a primeira fase do Projeto, para possibilitar o uso adequado do sistema, a SES fez o treinamento dos Agentes de Combate a Endemias (ACE) e a entrega de um aparelho smartphone com o aplicativo devidamente instalado. Na época, foram entregues mil celulares. A utilização da tecnologia depende da adesão dos municípios, uma vez que o cadastro das residências é feito com base em dados fornecidos pelas prefeituras.

Projeto e-Visita

O e-Visita Endemias conta com mais de 1,2 mil profissionais envolvidos, entre agentes de campo, supervisores e coordenadores. O Projeto foi criado pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul.

O projeto iniciou em 2017 e foi efetivamente implantando em 2018, após constatar a necessidade de um aplicativo que facilitasse o trabalho do agente de saúde com condições de tirar fotos e enviá-las via online, para o Município ou Estado. Desta forma, os gestores podem tomar decisões e providências de forma mais rápida e eficiente.

Em setembro de 2020, o Projeto e-Visita Endemias foi campeão na categoria Saúde, no 1º Prêmio de Boas Práticas do Brasil Central, que reúne sete estados da federação consorciadas. A premiação é destinada a servidores que promovem experiências exitosas por meio de projetos inovadores.

Investimentos no combate à Dengue

Como ação estratégica para reduzir os focos do mosquito Aedes aegypti, o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), entregou 420 equipamentos de borrifação de inseticidas para os 79 municípios como ação de desenvolvimento de Controle do Mosquito Aedes aegypti. O investimento foi de R$ 2.102,480,00. Esta ação integrou a Campanha “Aproveite a Quarentena e Limpe o seu Quintal”.

Com recursos próprios, a SES também comprou 20 equipamentos para aplicação do inseticida de Ultra Baixo Volume (UBV) pesado conhecido como Fumacê; 200 (duzentas) bombas costais motorizadas e mais 200 (duzentos) pulverizadores de compressão prévia que foram disponibilizados aos municípios.

Rodson Lima, SES