Suspeito de matar amante e filha dela em MS, ex-candidato a vereador é preso por feminícidio

0
300

Está preso desde segunda-feira (08), o ex-candidato a vereador suspeito de matar a amante e a filha dela, em Antônio João, a 301 quilômetros de Campo Grande, na região de fronteira com o Paraguai. Ele responde por duplo feminicídio.

O homem de 52 anos fugiu após o crime, mas se apresentou na delegacia de Polícia Civil da cidade na segunda-feira e, como havia sido expedido mandado de prisão contra ele, ficou preso. Segundo o delegado Patrick Linares, o suspeito respondeu a nenhuma pergunta feita pelos policiais sobre as mortes.

Testemunhas apontaram à polícia o ex-candidato a vereador como quem atirou em Rosenilda Rodrigues Maciel, de 54 anos, e na filha dela, Andréia Rodrigues Maciel, de 34. A polícia tem áudios que citam o envolvimento dele.

Conforme a polícia, as vítimas foram baleadas ao cobrarem do suspeito uma dívida financeira. Na versão de familiares das vítimas à polícia, Rosenilda teria um relacionamento extraconjugal com o suspeito e ele teria pego dinheiro dela.

O caso foi inicialmente registrado como homicídio. Mas, diante do relacionamento que o suspeito tinha com a vítima mais velha, foi alterado para feminicídio.