Financiado por milionários, instituto comemora eleição de petista em MS

0
63

CORREIO DO ESTADO

Escola de formação política, o RenovaBR, comemorou o êxito da vereadora campo-grandense, Camila Jara (PT), nas eleições gerais deste ano. 

Ex-aluna da instituição, Camila Jara recebeu  56.552 votos no último domingo (2) e irá compor junto de outros sete deputados, a bancada federal de Mato Grosso do Sul no Congresso em 2023. 

A candidata eleita fez parte da turma de 2019-2020 do RenovaBR, e com 27 anos, recebeu a quinta maior votação entre os candidatos de MS, se tornando a deputada federal mais jovem do estado.

“Tivemos um aumento de 18% na bancada feminina na Câmara dos Deputados e ficamos felizes em saber que a Camila é uma delas. A candidata eleita está preparada para representar os anseios do Mato Grosso do Sul. Para ver mais resultados como este, vamos continuar oferecendo formação sólida para quem acredita no progresso e na democracia”, afirmou Irina Bullara, diretora executiva do RenovaBR.

Conforme a auditoria mais recente do projeto, o patrimônio social do RenovaBR é representado por um total de R$ 14.437.184. De acordo com os apontamentos do instituto, o RenovaBR já recebeu R$ 10.119.998 advindos de doações de pessoas físicas e jurídicas, voltadas “exclusivamente para ações filantrópicas”. 

O patrimônio social do projeto é representado, conforme o Portal da Transparência, pela contribuição associativa recebida de seus associados fundadores, “acrescido (reduzido) dos superávits (déficits) dos exercícios”.

Em caso de dissolução da Associação, o patrimônio líquido, segundo o RenovaBR, segundo auditoria, será “transferido a outra pessoa jurídica sem fins econômicos ou lucrativos, preferencialmente com a mesma finalidade social da Associação, a ser escolhida em Assembleia Geral, que cumpra com os requisitos estabelecidos na Lei nº 13.019/2014.

O idealizador do projeto RenovaBR é o administrador de empresas e ex-executivo do banco HSBC, Eduardo Mufarej. Além do projeto, Mufarej é um dos nomes dos “meninos da Tarpon”, uma gestora de investimentos criada em 2002 e que, no auge, administrou cerca de 10 bilhões de reais. 

Em contraponto a eleição de Camila Jara, candidata alinhada à esquerda, Mufarej fez uma doação de R$ 5 mil reais ao então candidato a deputado estadual Ricardo Salles, pelo DEM, atual União Brasil. Sem sucesso na ocasião, o ex-ministro do Meio Ambiente de Jair Bolsonaro (PL) foi o quinto candidato mais votado no país, com 640.918 votos, e assim como Camila Jara, irá compor a bancada do Congresso pelo mesmo partido de Bolsonaro no ano que vem. 

Parte do projeto do RenovaBR, a também deputada federal, Tabata Amaral (PSB-SP) foi reeleita neste ano. Um ano mais velha do que Camila Jara, a deputada de 28 anos teve a sexta maior quantidade de votos em SP com 337.873. O número supera os números que ela havia conseguido há quatro anos, quando conquistou 264.450 votos do eleitorado.

Atualmente no União Brasil, o projeto também levou o deputado Kim Kataguiri ao congresso. O deputado se elegeu também por São Paulo, entretanto, pelo DEM, antigo nome da legenda. Em 2022, Kataguiri obteve 295.451 mil votos, oitavo maior número de votos por SP.