30.4 C
Paranaíba
quarta-feira, 24 julho, 24
spot_img
spot_img
spot_img
InícioDestaquesJovem que tocava violão para namorada em praça é executado, em cidade...

Jovem que tocava violão para namorada em praça é executado, em cidade fronteiriça

De acordo o boletim de ocorrência, o jovem, de 21 anos, tocava violão junta da namorada, minutos antes de sofrer os disparos, em Antônio João (MS), cidade que faz divisa com o Paraguai.

Um jovem, de 21 anos, foi executado logo depois de tocar violão para namorada, em uma praça, em Antônio João (MS), cidade na fronteira do Brasil com Paraguai, neste sábado (7). De acordo com o boletim de ocorrência, o caso chegou à polícia por uma ligação, que informava o homicídio.

No local, os policiais colheram informações e as testemunhas disseram que o jovem, de 21 anos, estava há horas no banco da praça, junta da namorada, tocando violão.

Conforme o BO, em um determinado momento, o jovem entregou o instrumento a um familiar que mora perto da praça, retornou ao banco e dois homens, em uma moto, chegaram disparando contra o rapaz.

A polícia não soube precisar quantos disparos foram. Ao chegar no local, a guarnição acionou a funerária, delegado e perito plantonistas. O corpo do jovem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Porã (MS), cidade próxima a Antônio João, onde o crime aconteceu.

O boletim traz a informação, de acordo com as testemunhas, de que a namorada do jovem, ao ver a cena, saiu correndo e não retornou ao local. A guarnição localizou a mãe da mulher, que entregou o celular da companheira da vítima aos policiais. O crime foi registrado na Delegacia de Antônio João como homicídio.

Execuções na fronteira

A região de fronteira entre o Brasil e Paraguai, conhecida pelas grandes apreensões de drogas, volta a ganhar destaque, agora em razão dos casos recentes de execuções. Nos sete primeiros meses deste ano, entre 1º de janeiro e 31 de julho, 87 pessoas foram executadas, segundo autoridades de segurança dos dois países.

No final de julho deste ano, Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, foram executados com mais de 47 tiros em uma choperia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha da brasileira Ponta Porã (MS). Assista ao vídeo acima e entenda o caso. Horas antes do crime, os paraguaios Mateo e Anabel trocaram declarações de amor nas redes sociais (leia os posts aqui).

corpo de um adolescente também foi encontrado sem mãos, com um bilhete nesta semana: “Os justiceiros estão de volta”. Ainda não há comprovação de que os crimes de fato são obra do mesmo grupo, pois as investigações ainda estão no início.

g1ms

- Publicidade -spot_img

MAIS LIDOS