Lula afirma que Brasil deve ajudar a financiar gasoduto na Argentina

0
25

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comunicou, nesta segunda-feira (23/1), o interesse em resgatar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o financiamento do gasoduto argentino. A declaração foi feita depois de encontro com o presidente argentino Alberto Fernández.

O presidente disse que deve seguir “dentro das possibilidades econômicas” do Brasil, mas não entrou em detalhes sobre como se daria o processo. 

Lula chegou a citar a construção de um gasoduto saindo de Vaca Muerta, segunda maior reserva do mundo de gás de xisto e a quarta de petróleo não convencional, localizada na província de Neuquén, na Patagônia argentina.

“Tenho certeza de que os empresários brasileiros têm interesse no gasoduto. Certamente, os empresários brasileiros têm interesse nos fertilizantes que a Argentina tem. Tenho certeza de que os empresários brasileiros têm interesse no conhecimento científico e tecnológico da Argentina. E, se há interesse dos empresários e há interesse do governo e temos um banco de desenvolvimento para isso, vamos criar as condições para fazer o financiamento que pudermos fazer para ajudar o gasoduto argentino”, disse Lula.

O presidente disse ainda que tinha “orgulho” quando o BNDES tinha mais recursos que o Banco Mundial e, por isso, podia financiar obras em países da América do Sul. Esses financiamentos são uma das maiores críticas dos opositores ao seu antigo governo.