Mato Grosso do Sul é citado várias vezes durante debate de presidenciáveis

0
55
Debate na Rede Globo realizado durante à noite desta quinta-feira (29) (Reprodução/TV Globo) MIDIAMAX

Com duas concorrentes de Mato Grosso do Sul, o estado foi citado várias vezes durante o debate da Rede Globo, dos candidatos à Presidência na noite desta quinta-feira (29). As candidatas Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil) que são de MS, lembraram do estado por algumas vezes e foram respondidas. Simone Tebet falou sobre as queimadas do Pantanal durante pergunta ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Bolsonaro recordou que serviu o Exército, em 1979 em Nioaque, cidade a 184 quilômetros de Campo Grande, argumentou que conhece bem o povo sul-mato-grossense e que as queimadas no Pantanal ocorrem na sua maioria de forma natural.

Em outro momento, questionada pelo atual presidente, Soraya Thronicke confirmou que fez propaganda política para Bolsonaro em Mato Grosso do Sul, porém, se arrependeu posteriormente, dizendo que ele abandonou as propostas de campanha da época. Soraya também lembrou que Bolsonaro não apoia o candidato ao governo de MS, Capitão Contar (PRTB), que pede voto para a sua reeleição presidencial.

Em resposta, Bolsonaro disse que perdeu apoio de Soraya, pelo fato de ter tirado cargos públicos que deu à ela e depois pediu votos a Contar. Já próximo ao final, em pergunta ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sobre administração pública, Simone falou que o governo petista se parece em alguns aspectos com o de Bolsonaro e citou privatizações. Lula chegou a chamar MS de Mato Grosso, depois respondeu Mato Grosso do Sul ao ser corrigido por Tebet.

Por fim, Lula comentou que fez diversos investimentos em MS, lembrou do “candidato do MDB ao governo”, se referindo ao André Puccinelli, e, ainda em relação aos investimentos, lembrou do hoje senador Nelsinho Trad (PSD), quando prefeito de Campo Grande e Três Lagoas onde Simone foi prefeita.

FONTE: MIDIAMAX