Nesta sexta: Municípios de MS podem vacinar contra Covid de acordo com a faixa etária, afirma secretário

0
78

A decisão foi acordada em uma reunião entre os secretários estaduais de todos as unidades federativas. A imunização dos grupos prioritários, preconizada pelo Plano Nacional de Imunização, deve prosseguir.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, afirmou que, a partir desta sexta-feira (28), os municípios de Mato Grosso do Sul poderão retornar com a vacinação contra Covid de acordo com a faixa etária.

“A proposta que defendemos hoje junto ao conselho nacional dos secretários de saúde foi aprovada. Nós vamos continuar com o grupos listados no Plano Nacional de Imunização, mas em uma porcentagem de vacinas menor”, disse o secretário.

Resende explica que a medida foi tomada a fim de democratizar o processo de vacinação, fazendo com que pessoas de diferentes grupos sociais sejam contempladas com a imunização. “Isso vai democratizar o processo de vacinação. As pessoas podem receber a vacina de acordo com a a idade, isso vai evitar muitos desentendimentos”.

De acordo com o secretário, a vacinação levando em consideração os grupos preconizados pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) deve continuar, porém em porcentagem menor.

“Vamos ter uma reunião nesta quinta (27) para definir qual será o quantitativo para cada grupo. Provavelmente 80% das vacinas serão destinadas a vacinação de acordo com a faixa etária e 20% para as pessoas preconizadas pelo PNI”, pontuou Resende.

A nova medidas, conforme o secretário estadual de Saúde, pontuou que serão publicadas no Diário Oficial do Estado, nesta sexta-feira (28). “A partir de amanhã (28), os municípios de Mato Grosso do Sul já poderão aplicar a vacina e planejar os seus calendários de acordo com a faixa etária”.

“Hoje haverá uma reunião extraordinária com os outros secretários municipais para saber a porcentagem correta e que poderemos adotar. A resolução será tomada hoje à noite e deverá ser publicada no diário oficial do estado. Mas amanhã, os municípios já podem iniciar a imunização por faixa etária e finalizar a vacinação dos grupos prioritários”, explicou Resende.

G1MS