Paranaibense Márgila Leal assume presidência do PSOL em MS

0
731

Depois da conturbada saída de Cris Duarte, o PSOL escolheu a assistente social Márgila Leal como nova presidente do partido. Ela foi empossada pouco depois de Cris anunciar sua desfiliação, em fevereiro.

“Vamos continuar discutindo [as eleições]. Teremos chapa completa para deputado estadual, deputado federal, senador, governador e vice”, garantiu.

Natural de Paranaíba, Márgila foi a primeira mulher a comandar um diretório municipal e a segunda a presidir a legenda em âmbito estadual. Desde 2018, é membro da direção nacional do PSOL.

Polêmica – Cinco meses após assumir o comando do partido, Cris decidiu se desfiliar. “Senti na pele o gosto amargo das consequências emocionais de ser uma mulher ocupando o principal cargo dessa instância partidária”, escreveu em publicação nas redes sociais.

Em entrevista ao Campo Grande News, na época, a psicóloga relatou ter sido vítima de ataques, quando decidiu disputar a presidência estadual do partido na chapa contrária ao do então presidente, Lucien Rezende, que esteve à frente do PSOL durante 15 anos.

“Ele não tinha nenhuma atuação política forte com o partido aqui e se sentia praticamente dono. Então, quando comecei a enfrentar, ele passou a me violentar psicologicamente, emocionalmente, fazendo ataques, acusações, mentiras, tudo que caracteriza violência política de gênero, tentando me enfraquecer para que eu saísse da disputa”, relatou.

Em nova publicação nesta semana, Cris esclareceu que não procura outro partido, o que a deixa fora das eleições. “Não serei candidata em 2022 e também agradeço o convite que recebi de vários partidos, mas neste momento me dedicarei a minha família e alguns projetos pessoais”, escreveu.

  • FONTE: CAMPO GRANDE NEWS