PDT anuncia apoio para Lula no segundo turno, com Ciro

0
220

O PDT, partido de Ciro Gomes, anunciou nesta terça-feira (4) apoio unânime ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para o segundo turno. As lideranças pedetistas se reuniram online pela manhã —incluindo o próprio Ciro, que está em Fortaleza.

“Ciro endossa integralmente a decisão do partido”, disse o presidente do PDT, Carlos Lupi, em entrevista à imprensa. Esse é o primeiro apoio partidário que o petista recebe após o primeiro turno.

Ontem, o presidente do Cidadania, Roberto Freire, já declarou apoio a Lula, falta a oficialização partidária. No primeiro turno, a sigla, que compõe federação com o PSDB, estava com Simone Tebet (MDB). Tebet é, inclusive, outro nome cobiçado pelos petistas.

Nessa semana, o MDB liberou os diretórios para declararem apoio a quem preferissem — Lula já tem apoio de 12 deles desde o primeiro turno, mas o partido quer a ex-presidenciável. Em seu discurso após a eleição, ela indicou que tomaria posição —o PT entende que seja em prol de Lula. Sudeste é o foco.

O atual chefe do Executivo já conseguiu apoio do governador reeleito de Minas Gerais Romeu Zema (Novo) e de Claudio Castro (PL), governador reeleito do Rio de Janeiro.

O governador de São Paulo Rodrigo Garcia (PSDB) deve ter reunião com Bolsonaro ainda hoje.

Ciro x Lula.

Segundo o colunista do UOL Kennedy Alencar, o presidente do PDT perguntou à colega do PT, Gleisi Hoffman, se o apoio de Ciro Gomes a Lula seria bem aceito. Isso porque o candidato pedetista e Lula trocaram farpas nas últimas semanas de campanha do primeiro turno. Gleisi respondeu que o suporte direto de Ciro seria bem visto. Ciro reclamou da campanha pelo “voto útil” em Lula, como uma maneira de vencer Bolsonaro.

Mais apoios.

A cúpula da campanha de Lula se reúne neste momento no QG em São Paulo para debater agenda e apoios. A expectativa é que o presidente do PDT, que foi ex-ministro de Lula, se reúna com o petista entre hoje e amanhã para selar o apoio e posar para a foto.

Lupi já havia anunciado que nunca apoiaria Bolsonaro, mas esperava que o PT abarcasse algumas propostas da campanha de Ciro no seu programa de governo, o que foi acolhido. O único suspense é se Ciro, que se tornou um dos mais ácidos críticos de Lula nos últimos meses, aparecerá na imagem ou só declare o “apoio crítico”.

Sem definição. O PDT ainda não decidiu apoio ao governo do estado de São Paulo.

O ex-prefeito da capital paulista Fernando Haddad (PT) e o ex-ministro bolsonarista Tarcísio de Freitas (Republicanos) vão disputar o segundo turno. Tarcísio já conseguiu aliança de Rodrigo. O candidato do PDT para o cargo, Elvis Cezar, recebeu 1,21% dos votos —pouco mais de 280 mil pessoas.

FONTE: UOL

https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2022/10/04/pdt-anuncio-apoio-lula.htm