PRF prende suspeito de comprar votos com carro de prefeitura em Mato Grosso do Sul

0
43

Um homem foi preso nessa quarta-feira (28) em Anastácio, a 135 quilômetros de Campo Grande, suspeito de compra de votos. O homem estava usando um veículo da prefeitura de Corumbá. 

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) recebeu a denúncia de que o homem estava em um carro da Secretaria de Saúde de Corumbá e estaria com dinheiro para a compra de votos. Quando os policiais o abordaram, encontraram com ele R$ 10 mil.

Quando indagado, o motorista disse que o valor seria usado para comprar uma casa no valor de R$ 21 mil, mas não comprovou a origem do dinheiro, segundo o site Arapuá News. Ele foi encaminhado para a delegacia.

Jornal Midiamax entrou em contato com a prefeitura de Corumbá para mais informações sobre o uso do carro público da cidade, e aguarda retorno.

Prisão nas eleições

Os eleitores só poderão ser presos em flagrante ou em caso de cometerem algum crime inafiançável, de acordo com o Código Eleitoral Brasileiro, a partir do dia 27 deste mês. As candidatas e candidatos devidamente registrados para as eleições deste ano já não podem ser presos ou detidos desde o último dia 17 até o primeiro turno das eleições.

Mesmo no caso de ser preso em flagrante delito, o candidato continua disputando a eleição. No caso dos eleitores, a imunidade eleitoral é mais restrita e impede prisões cinco dias antes do pleito até 48 horas após a eleição, em cada turno.

FONTE: MIDIAMAX