TRE-MS determina suspensão de propaganda de Marquinhos Trad com conteúdo ‘inverídico’ contra Riedel

0
47

O juiz Ricardo Gomes Façanha, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), determinou nesta terça-feira (27), que a coligação Muda MS, formada pelo PSD, PTB, PSC e Patriota, que tem como candidato a governador o ex-prefeito Marquinhos Trad (PSD), deixe de exibir a propaganda eleitoral gratuita, em qualquer meio de comunicação, contra o candidato da coligação Trabalhando por um Novo Futuro, que reúne PSDB, Cidadania, Republicanos, PP, PSB, PL e PDT, Eduardo Riedel (PSDB).

Na propaganda eleitoral transmitida no dia 27 de setembro, a coligação Muda MS exibiu na programação da TV, vídeo com propaganda negativa a respeito de Riedel, em que por meio de mensagens de whatsapp contendo supostas denúncias, tenta “alardear suposto envolvimento do candidato no que seria uma hipotética armação em desfavor do candidato Marquinhos Trad” em relação as denúncias de crimes sexuais contra ele.

Na decisão, o juiz diz que o conteúdo, a primeira vista, inverídico e descontextualizado é “baseado em criações fáticas que acabam por ofender a honra do candidato Eduardo Riedel, ao acusá-lo da prática de grave crime, sem que haja nenhuma condenação ou investigação em curso”.

O magistrado, além de determinar a suspensão imediata da veiculação dessa propaganda eleitoral, estipulou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento. Em decisão nesta quarta-feira (28), o juiz determinou ainda a intimação de todas as emissoras de TV sobre o embargo a essa propaganda.