Bebê gorila criado pelo zoológico de Bristol encontra sua mãe substituta

0
31

O bebê gorila das planícies ocidentais Hasani nasceu no zoológico em agosto. Ele era cuidado por tratadores porque sua mãe biológica, Kala, lutava para cuidar dele, apesar de várias tentativas de reintrodução.

Criar o bebê gorila à mão significava que uma equipe de seis pessoas se revezava para ficar com ele 24 horas por dia durante sete meses, durante os quais ele precisava ser alimentado até oito vezes por dia.

Há dois meses, os tratadores o reintroduziram à mãe na esperança de que ela pudesse cuidar dele, mas ela “continuou a mostrar os sinais preocupantes de não ser capaz de lidar com o problema”.

Hasani agora está estabelecido com sua nova mãe, Kera, de 16 anos, para ver se ela poderia assumir o papel de mãe substituta.

Para alegria de todos, Hasani e Kera “pareceram dar-se muito bem”.

Ele é um dos oito gorilas das planícies ocidentais do zoológico que fazem parte de um programa internacional de reprodução para proteger as espécies criticamente ameaçadas de extinção.