Infectados com Covid desrespeitam isolamento e hostilizam equipes de saúde ao serem notificados em MS

0
325

Gerente de Vigilância Sanitária de Coxim disse que diversas pessoas doentes estão saindo para trabalhar e até visitar casas de amigos e parentes. ‘Alguns chegaram a xingar nossas equipes de saúde, bravos por serem notificados’, afirmou.

Agentes de saúde da prefeitura de Coxim, a 255 quilômetros de Campo Grande, notificaram, neste sábado (22), pessoas infectadas com a Covid-19 e que estavam desrespeitando o isolamento social no município. Neste trabalho, de acordo com o gerente da Vigilância Sanitária de Coxim, muitos profissionais foram hostilizados após as notificações.

Segundo Luiz Eduardo dos Santos, as equipes de saúde fizeram uma força tarefa neste fim de semana no município para tentar fazer com que as pessoas contaminadas fiquem em casa e não passem a doença para outros.

“Esse é um dos fatores que está aumentando nosso número de casos. Pessoas que sabem que estão infectadas estão saindo para trabalhar, ir ao mercado, vão na casa de amigos, vizinhos.”

“Temos uma ficha de pessoas que testaram positivo, isolamos elas e os familiares. Mas infelizmente quando os agentes de saúde vão visitá-los nas casas, constatam que o isolamento não foi cumprido”, afirma o gerente de Vigilância Sanitária de Coxim.

A Secretaria de Saúde de Coxim possui dados de todas as pessoas com a Covid e com suspeita da doença no município. Segundo o coordenadoria de Vigilância Epidemiológica de Coxim, 193 pessoas estão contaminadas com a doença neste momento no município e 85 com suspeita da doença. Todas elas são orientadas a ficarem em casa, sob pena de multa e complicações jurídicas pelo descumprimento.

Assim que é constatado pelos agentes de saúde que alguém não obedeceu o isolamento, é realizada uma notificação, que é encaminhada para a Vigilância Sanitária, que então aplica a autuação administrativa. Logo depois, a ocorrência também é encaminhada ao Ministério Público e à Procuradoria Geral do Município, para as punições jurídicas.

Segundo o gerente da Vigilância Sanitária de Coxim, as autuações administrativas devem ocorrer nesta segunda-feira (24), quando os números oficiais de quantas pessoas infectadas que não obedeceram o isolamento social devem ser divulgados.

O prefeito Edilson Magro (DEM) afirmou que há uma parceria da prefeitura com a Vigilância Sanitária e também com a Polícia Militar para coibir quem descumpre o isolamento no município. Magro ainda disse que essas ações devem continuar até que os efeitos da pandemia sejam menos sentidos na cidade.

Trabalhadores da saúde foram ofendidos

Outro problema constatado nessas situações, segundo Luiz, é a hostilização das equipes de saúde. Diversas agentes denunciaram pessoas que ficaram bravas com a notificação, chegando até a xingar os trabalhadores da saúde de Coxim.

“Está complicado. O que temos passado ultimamente é uma situação realmente difícil para todos que estamos trabalhando nas fiscalizações”, lamenta.

De acordo com o prefeito da cidade, a prefeitura ainda realiza trabalhos de conscientização sobre o momento difícil que Coxim está vivendo. “A prefeitura dá todo o respaldo para a Polícia Militar fiscalizar, mas se a população não nos ajudar fica complicado. Todos precisam atuar juntos, pessoas do município e fiscalização com muito rigor, para sairmos dessa situação”, finaliza Edilson Magro.

Há diversos decretos de restrições de atividades em Coxim, proibindo a presença de pessoas em praças e balneários, restringindo o consumo no local em bares e conveniências, além do toque de recolher das 21h às 5h da manhã. “O que temos percebido, no entanto, é que as pessoas não querem mais ficar em casa e não estão levando a Covid a sério”, finaliza o gerente da Vigilância Sanitária.

O município de Coxim, com cerca de 34 mil habitantes, apresenta, de acordo com dados da prefeitura deste sábado (22), 2825 casos confirmados e 66 óbitos por Covid desde o início da pandemia. Todos os 8 leitos de UTI disponíveis nos hospitais da cidade para o tratamento da doença também estão ocupados.

G1MS