Filho de empresário que teve avião apreendido com cocaína ‘some’ após condenação

0
123

Oficial não conseguiu localizar o réu que também não atende ligações nem responde mensagens.

Condenado em outubro de 2022 por receptação, filho de empresário de Mato Grosso do Sul que teve aeronave apreendida com cocaína em São Paulo ‘sumiu’. O oficial de Justiça não conseguiu intimar o réu da condenação até esta semana, em Campo Grande.

Na certidão negativa, o oficial aponta que foi ao endereço indicado e encontrou a ex-mulher do réu. No entanto, ela afirmou que ele já não morava mais alie e não sabia o novo endereço.

Então, foi feito contato por telefone várias vezes, mas todas caíram na caixa de mensagem. Já no dia 9 de janeiro, o réu respondeu WhatsApp confirmando que não morava mais no endereço antigo e, agora, vivia em outro bairro.

Porém, não deu detalhes do endereço e não respondeu mais. O oficial então informou sobre o mandado e a sentença e afirmou que o réu poderia comparecer ao cartório para ser intimado.

Condenado por receptação

O réu foi preso em flagrante com mais duas mulheres pelo transporte de mais de R$ 1 milhão em espécie. Ele é filho do empresário dono de uma aeronave apreendida pela Polícia Federal no último dia 18, transportando cocaína.

Assim, alguns meses após a prisão em flagrante, ele foi condenado a um ano em regime aberto, por receptação.

Este crime, previsto no artigo 180 do Código Penal, consiste em “Adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte”.

Ainda conforme denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), a apreensão foi feita em 31 de maio de 2022, na BR-262. Naquele dia, equipe da PRF (Polícia Rodoviária Federal) abordou a Strada em que estavam o autor e as duas mulheres.

O veículo já era investigado pela PRF e Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), por suspeita de tráfico – crime pelo qual o réu também já responde. Então, o motorista afirmou que buscava gado na região para comprar.

Com isso, os agentes acabaram encontrando no veículo R$ 504.627 e US$ 119.000. Foi feita prisão em flagrante dos envolvidos, sendo Marlon condenado pelo crime de receptação.

Aeronave apreendida com cocaína

A aeronave sobrevoava o estado de São Paulo, vindo da região de fronteira, quando foi interceptada e acompanhada pela FAB (Força Aérea Brasileira).

Então, foi ordenado pouso imediato, quando houve o pouso forçado na área rural de Santa Cruz do Rio Pardo. Com isso, a aeronave foi danificada, caindo com o bico na plantação de soja.

No entanto, com apoio de helicóptero da Polícia Militar, a aeronave foi localizada e também grande quantidade de pasta base de cocaína. Já o piloto conseguiu fugir.

Outras equipes policiais foram acionadas e continuam as buscas pelo piloto da aeronave. Após a apreensão, foi feita pesagem da droga, que totalizou 272 quilos de cocaína e 250 quilos de pasta base de cocaína.

Ainda segundo a Polícia Federal, a droga é avaliada em R$ 13.200.000.

Fonte: Midiamax