Reservatórios de Cassilândia podem estar contaminados, apura MPMS

0
53

A 2ª Promotoria de Justiça de Cassilândia decide apurar eventual contaminação da água consumida pelos moradores da cidade. A suspeita é de contaminação por impurezas e coliformes fecais.

A decisão partiu da promotora Ana Carolina Castro. No despacho, ela determina que a Vigilância Sanitária Estadual, com apoio da Vigilância Sanitária Municipal, realizem a coleta e a análise da água em todos os pontos de distribuição disponíveis e indicados pela Secretaria de Obras da cidade. 

Pode ser uma imagem de comida e texto que diz "Pensou em Prcanha? Pensou em GOLDEN IMEX a f @FRIGORIFICOGOLDENIMEX"

Laudos técnicos deverão atestar a qualidade, a potabilidade e se, de fato, houve a contaminação dos reservatórios. Caso se comprove prejuízo ao abastecimento, as medidas corretivas devem ser apontadas no documento.

Dúvidas sobre transparência na licitação motivaram a investigação por parte do MPMS (Ministério Público do Mato Grosso do Sul). A denúncia partiu de um morador da cidade, que pediu informações sobre o processo licitatório e sobre a qualidade da água distribuída no município. 

Midiamax