Pescador de Paranaíba é preso e autuado em R$ 2 mil por pesca predatória no rio Verde

0
477

Um pescador de 50 anos foi detido, quando retornava de uma pescaria ilegal na quinta-feira (20). Policiais militares ambientais de Três Lagoas realizavam fiscalização na zona rural no município de Água Clara e abordaram uma caminhonete Toyota Hilux e em vistoria na carroceria do veículo, foi constatado que havia varas, molinetes e caixas isotérmicas, contendo 37 exemplares de peixes das espécies Piapara e Piau, pesando 26 kg.

O homem, residente em Paranaíba, afirmou que voltava de uma pescaria no rio Verde, no município de Água Clara, onde havia capturado os exemplares de peixes. Sete exemplares de peixes da espécie Piapara estavam abaixo do tamanho mínimo, o que se caracteriza como crime ambiental.  Além disso, como ele poderia capturar e abater somente um exemplar de peixe nativo e mais cinco exemplares de piranhas e não havia piranha entre os peixes, houve a captura e transporte de pescado acima da quantidade permitida, o que também é crime. Foram apreendidos o pescado e um molinete com vara.

O infrator recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Água Clara, juntamente com o material apreendido, onde ele foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.920,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

FONTE: PM MS