34.3 C
Paranaíba
segunda-feira, 11 dezembro, 23
spot_img
InícioEstadoAlerta de calor extremo é ampliado e Mato Grosso do Sul vai...

Alerta de calor extremo é ampliado e Mato Grosso do Sul vai ‘ferver’ por 6 dias

Tendência é que termômetros batam recordes no Estado.

Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) estendeu até a próxima sexta-feira (17) alerta de onda de calor válida para os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Com o novo aviso meteorológico, emitido nesta segunda-feira (13), a tendência é que termômetros batam recordes no Estado. 

Conforme previsão do Inmet, a temperatura ficará 5°C acima da média pelo menos até às 23h59 da próxima sexta-feira. Outro alerta de onda de calor já havia sido emitido para Mato Grosso do Sul no dia 11. Com isso, o período de calor extremo chegará a seis dias. 

Além de Mato Grosso do Sul outros 14 estados incluem a lista de regiões ‘ferventes’. A recomendação é para que moradores evitem exposição ao sol, redobrem cuidados com hidratação e não se façam atividades físicas nos horários mais quente. A Defesa Civil (telefone: 199) estará em alerta para atender eventuais ocorrências relacionadas ao tempo.

Além do aviso de calor, outras 24 cidades estão sob alerta de tempestade. São elas: AmambaiAral Moreira, Caarapó, Coronel Sapucaia, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas, Tacuru, Taquarussu e Vicentina.

Nesses locais, ventania pode atingir 100 quilômetros por hora e o acumulado de chuva chegar a 100 milímetros no dia.

Os institutos de meteorologia são unânimes em alertar para a onda de calor, que pode comprometer a saúde humana. Os mapas mostram que a onda de calor vem do Paraguai e atinge Mato Grosso e Mato Grosso do Sul com muita intensidade.

Calor de até 46°C pode quebrar média histórica

O MetSul alerta que normalmente, ondas de calor duram entre quatro e sete dias, mas esta onda durará até dez dias ou mais em diversas cidades, podendo até completar duas semanas em alguns locais.

“Os dados indicam temperatura muitíssimo acima da média no Centro do Brasil até o final desta semana. Não bastasse, a temperatura deve se elevar ainda mais durante a semana que vem com marcas extremamente altas e potencialmente recordes em várias cidades de diferentes estados”, diz a previsão.

O Centro-Oeste, o interior de São Paulo e pontos de Minas Gerais podem ter máximas em muitas cidades de 42ºC a 44ºC, mas com registros em algumas cidades tão altos quanto 45ºC a 46ºC ou mais.

Brasil sofre com aquecimento global

O Brasil registrou quatro meses consecutivos (julho a outubro) de temperatura acima da média. Para o MetSul a explicação para tais temperaturas não pode se resumir ao fenômeno El Niño.

“O Brasil está apenas acompanhando uma tendência de aquecimento acelerado da Terra nos últimos meses que não apenas está alarmando a comunidade científica como desencadeou uma enorme discussão entre os maiores especialistas em clima do planeta que buscam respostas para a Terra ter entrado em um ritmo de aquecimento muito mais rápido que o projetado nos últimos meses, o que passa pelo efeito estufa dos gases antropogênicos, mas poderia ter outros fatores contribuindo”.

Fonte: Midiamax

Edição: Alex Queiroz

Principais notícias

- Publicidade -spot_img

MAIS LIDOS